Home Page

Gesventure - Em Destaque
XIII Venture Capital IT
 

10 e 11 de Dezembro de 2013
Desde 2000 que a Gesventure se orgulha de reunir em Lisboa especialistas internacionais na temática do capital de risco. Business Angels, empreendedorismo e inovação. Fazemo-lo com a manifesta satisfação de ver a motivação e networking que resultam deste nosso impulso dinamizador de novos negócios.
FAQs de Capital de Risco
Tem dúvidas ou questões sobre capital de risco?
 
Consulte as nossas FAQS de Capital de Risco.
 
Gesventure - Em Destaque
 Empresa num minuto

Uma parceria FNABA - Federação Nacional de Associações de Business Angels e RCP - Rádio Clube Português

Boas ideias podem dar bons negócios.




Conheça o caso da Aliança Estratégica

- (ficheiro *.wav - 1,44Mb)


Conheça o caso da Ardiagnost

- (ficheiro *.wav - 1,31Mb)



Conheça o caso da Pugnatrix

- (ficheiro *.wav - 1,29Mb)



Conheça o caso da Foodmetric

- (ficheiro *.wav - 1,12Mb)


A indústria aeroespacial já fala português. A Lusospace nasceu há cinco anos e desenvolveu uma bússola espacial que integra os satélites que vão ser lançados da Terra no final deste ano e em 2008. Com um investimento inicial de cinco mil euros e uma equipa de dez especialistas na matéria, a Lusospace é um dos fornecedores da agência espacial euroopeia.

Conheça o caso da Lusospace

- (ficheiro *.wav - 1,76Mb)


Nenhum negócio tem sucesso se não trouxer algo de novo. A Inovarte foi mais longe e fez da inovação o seu negócio. Mas oferece-a à moda antiga: numa revista. Está nas bancas de dois em dois meses e é o resultado da aposta de oito jovens do Porto que acreditam que a inovação não se esgota na tecnologia. Mais do que isso, é um estilo de vida que se aprende.

Conheça o caso da Inovarte

- (ficheiro *.wav - 1,41Mb)


Usar a internet para mostrar ao mundo o que de melhor se faz em Portugal em matéria de investigação científica. Foi esta a ideia da Linkare que desenvolveu um laboratório virtual que vende os resultados da investigação científica a clientes espalhados por vários países. O projecto venceu o concurso de ideias Empreenda 2005 e reconhecido como projecto inovador do ano pela Sun MicroSystems. Directamente do Instituto Superior Técnico para o mundo, nasceu a Linkare.

Conheça o caso da Linkare

- (ficheiro *.wav - 1,32Mb)


Qualquer engenheiro civil que já tenha trabalhado com o arquitecto Frank Ghery dirá que arquitectos e engenheiros não falam a mesma língua. O primeiro é um criador, o segundo um executante e nem sempre o que um sonha é fácil de realizar. Foi nisso mesmo que pensou a ACXS quando criou uma ferramenta que reconcilia estas duas partes. A Microsoft reconheceu o valor desta ideia portuguesa e abriu-lhe as portas de Sillicon Valley.

Conheça o caso da ACXS

- (ficheiro *.wav - 1,85Mb)


De cliente a parceiro. Foi este o percurso de uma pequena empresa de software de Braga que acaba de ser comprada pela suiça Miracle. Com apenas três meses de vida, a Miracle portuguesa, ou melhor, bracarense, vai chegar ao meio milhão de euros de lucros já em 2007.

Conheça o caso da Miracle

- (ficheiro *.wav - 1,53Mb)


No poupar é que está o ganho... e melhor será se proteger o ambiente. É com esta filosofia que a Ewen - Soluções Globais em Energia e Ambiente, Lda está no mercado... Ainda com pouco tempo de actividade, já vai marcando pontos na aceitação por parte dos clientes.

Conheça o caso da Ewen

- (ficheiro *.wav - 1,17Mb)


Um terço dos edifícios propriedade dos 27 Estados-membro não fazem um uso eficiente da energia. A conclusão é de um estudo realizado pela Comissão Europeia. É neste contexto que nasce a Self Energy, uma empresa 100% portuguesa que implementa em prédios, tecnologias amigas do ambiente e que, ainda por cima, são mais económicas.

Conheça o caso da Self Energy

- (ficheiro *.wav - 1,63Mb)


Nem sempre o que o mercado oferece dá a resposta certa às necessidades dos clientes. Talvez por isso o prjecto de dois universitários da Covilhã tenha merecido o reconhecimento do IAPMEI e do Instituto do Emprego e Formação Profissional. A ideia é simples mas nem por isso menos inovadora: criar software por encomenda e respeitando exactamente as necessidades específicas dos clientes.

Conheça o caso da Consispro


- (ficheiro *.wav - 1,53Mb)


Porque um produto desconhecido é como se não existisse, existem especialistas para trabalhar marcas. E porque as pequenas e médias empresas são a massa crítica do tecido empresarial português - quase 90% das empresas nacionais são PMEs - há quem trabalhe especialmente para elas. É o caso da DesignArte.

Conheça o caso da Designarte


- (ficheiro *.wav - 1,50Mb)


É a primeira televisão na internet em Portugal e nasceu nos Açores. Todos os conteúdos são produzidos por reporteres da TV NET, que já entram nas casas de 140 mil portugueses. A caixa mágica neste caso não é a televisão mas sim o computador. Caso para dizer, que o futuro já está a acontecer em Portugal.

Conheça o caso da TV Net


- (ficheiro *.wav - 1,60Mb)


Ninguém gosta das esperas nos aeroportos. Nem sequer a visão romântica do realizador Steven Spielberg no filme Terminal de Aeroporto consola as horas de espera antes de embarcar. Foi nisso mesmo que pensaram dois empreendedores portugueses que lançaram a Skybags, um serviço que faz o chek in de véspera da bagagem e dos passageiros e que permite a quem viaja comparecer no aeroporto pouco tempo antes do avião descolar.

Conheça o caso da Skybags

- (ficheiro *.wav - 1,76Mb)


Ao marketing exige-se que seja surpreendente e original.
Por isso, a Why Move decidiu utilizar o Easy Glider como um dos mais recentes veículos de promoção de marcas.
De origem suíça, este transporte promete dar nas vistas.
A Why Move é a empresa que detém a representação do Easy Glider em Portugal. Um negócio que resultou de uma simples pesquisa na Internet e se desenvolveu em menos de quatro meses.

Conheça o caso da Why Move

- (ficheiro *.wav - 1,61Mb)


É o caso da Bioalvo, uma empresa 100% portuguesa dedicada à pesquisa de uma solução para doenças neurológicas como o Parkinson.
Tudo começou com concursos de empreendorismo acabou por se tornar realidade com a ajuda dos parceiros financeiros certos.

Conheça o caso da Bioalvo

- (ficheiro *.wav - 1,35Mb)


Satellite Newspapers. A ideia é simples: disponibilizar em qualquer parte do mundo todos os jornais de referência em versão impressa e no momento em que este vai para as bancas no país de origem. A ideia valeu o apoio de investidores de capital de risco portugueses e este ano a empresa 100% portuguesa vai dar os primeiros passos fora do país. Angola e Moçambique são a primeira aposta.

Conheça o caso da Satellite Newspapers

- (ficheiro *.wav - 1,35Mb)


Aqui os números dizem mais que mil palavras. As receitas da indústria dos videojogos já ultrapassaram os lucros de Hollywood. A portuguesa Move Interactive não quis ficar de fora.
Um grupo de jovens criou um jogo inovador que está a ser procurado pela
indústria internacional. Eles deram o conhecimento, o investimento veio logo
a seguir. Conheça mais uma ideia que deu um bom negócio.

Conheça o caso da Move Interactive

- (ficheiro *.wav - 1,35Mb)


A Biotrend quer conquistar o seu lugar no mercado da biotecnologia industrial, um sector avaliado em 250 milhões de euros.
A empresa descobriu uma maneira inovadora e 100% natural de produzir em grande escala uma substância que até agora é produzida através do petróleo. 2008 será o ano da entrada no mercado internacional.

Conheça o caso da Biotrend

- (ficheiro *.wav - 1,23Mb)


Publicidade com todos e para todos. É esta a ideia da empresa que resolveu alugar carros da marca Smart por um euro por dia, decorados com publicidade de várias marcas. Com um investimento inicial de 5 mil euros no aluguer dos carros, a Smart Advertising consegue ter uma frota de carros a circular em zonas pré-determinadas e conduzidos por qualquer pessoa que pague um euro para conduzir um Smart um dia inteiro. Amanhã, em vez de beber um café... alugue um Smart. O preço é o mesmo.

Conheça o caso da Smart Advertising

- (ficheiro *.wav - 1,45Mb)


A Make Fast juntou três ingredientes: mar, barcos à vela e espírito de equipa. O resultado é uma empresa que hoje é responsável por boa parte das regatas que se realizam em Portugal. Mas a Make Fast foi mais longe. Além de organizar regatas, vende «espírito de equipa». E a procura de empresas nacionais e internacionais por formas de criar espírito de equipa nos seus colaboradores é cada vez maior. Regatas e trabalho de equipa são o negócio da Make Fast.

Conheça o caso da Make Fast

- (ficheiro *.wav - 1,46Mb)


Aos 30 anos, o bom filho torna a casa. Emigrante em frança, o criador da bysat voltou para portugal com uma ideia. Um sistema de georeferenciação que custasse pouco. Mercado alvo: o estado português. As negociações estão em marcha mas com algumas vitórias já garantidas. É o caso da refer e da setgás ue já se renderam ao serviço.

Conheça o caso da bysat

- (ficheiro *.wav - 1,37Mb)


500 mil euros para uma empresa que cria e desenvolve marcas dirigidas às classes altas portuguesas. A MTB arrancou com a marca «casa real», que dizem ser a marca com a história mais antiga de todas e em breve vão explorar o segmento do golfe. A qualidade é a marca do sucesso da MTB.

Conheça o caso da MTB

- (ficheiro *.wav - 1,45Mb)


Viver para sempre. Mesmo que seja na forma de dados informáticos que passam de geração em geração. É esta a ideia da Human Lace, uma empresa apoiada pela Câmara Municipal de Cascais, que está a desenvolver uma plataforma de armazenagem de dados de todo o tipo - vídeos, sons, textos, entre outros - que ficarão armazenados para a posteridade.

Conheça o caso da Human Lace

- (ficheiro *.wav - 1,30Mb)


Rapidez e cuidados de saúde são duas coisas que normalmente não cabem na mesma frase. Mas este cenário poderá estar prestes a mudar. A izanagui, uma empresa 100% portuguesa desenvolveu um sistema de informação que permite que, numa hora, os médicos saibam os resultados das análises que prescrevem aos seus pacientes. Com um investimento inicial de 135 milhões de euros, em 2006, atingiu uma facturação de 600 mil euros. Mas a partir deste ano, a meta jáé chegar aos 6 milhões anuais.

Conheça o caso da izanagui

- (ficheiro *.wav - 1,50Mb)


De estudantes para estudantes. O Semanário Académico estará nas ruas já no próximo mês com uma tiragem de 50 mil exemplares. Toda a gestão da produção do novo jornal coube à Moving Brand que explorou junto dos patrocinadores o potencial comercial deste produto com um mercado alvo de 160 mil pessoas. Ou seja, toda a comunidade estudante de Lisboa.

Conheça o caso do Semanário Académico

- (ficheiro *.wav - 1,57Mb)



A sua ideia também pode dar um bom negócio.
Submeta o seu negócio à apreciação da Federação Nacional de Associações Portuguesas de Business Angels e saiba se a sua ideia tem potencial para vencer no mercado.

Envie o seu plano por e-mail para rcp.fnaba@gmail.com e teste as suas ideias com especialistas.
 

      

 

 

 

 

 

Gesventure.pt © 2013 • By   K  Media